PUBLICIDADE
Notícias

Faturamento bruto da Coelce supera os R$ 6,3 bi em 2015

O lucro líquido da companhia alcançou R$ 363 milhões em 2015, superior aos R$ 251,5 milhões registrados em 2014

11:13 | 05/02/2016

A Companhia Energética do Ceará (Coelce) obteve em 2015 uma receita bruta de R$ 6,3 bilhões, superando os R$ 4,6 bilhões registrados em 2014. Já no lucro líquido, a companhia alcançou R$ 363 milhões no ano passado, superando os R$ 251,5 milhões registrados em 2014.

 

Segundo a companhia, o resultado se deve às revisões tarifárias extraordinária e ordinária aprovadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), respectivamente, em março e abril do ano passado e pela entrada em vigor do sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015. Com isso, foi estabelecida a cobrança de valor adicional por kWh consumido, de acordo com as atuais condições de geração de energia do País.

As receitas da companhia cresceram também em decorrência da decisão regulatória (despacho 4.621 da Aneel, em novembro de 2014), que permite às distribuidoras de energia  contabilizar, nos seus resultados financeiros, os créditos a receber nos próximos reajustes tarifários. Esses créditos foram incrementados ao longo de 2015 e refletem, sobretudo, os maiores custos de compra de energia, devido à situação hidrológica desfavorável no Brasil ocasionada pelo longo período de estiagem. Além disso, a receita em 2014 estava impactada pela devolução aos clientes, por meio da tarifa, da receita extraordinária obtida pela empresa entre abril de 2011 e abril de 2012, a partir do reajuste de 2013 autorizado pela Aneel.

Os custos e as despesas operacionais totalizaram R$ 3,6 bilhões em 2015, valor 16,7% superior ao registrado em 2014. Esse aumento reflete os maiores custos com a compra de energia,  em função do acionamento das usinas térmicas pelo Operador do Sistema Elétrico Nacional, devido à redução da  disponibilidade de água nos reservatórios das hidrelétricas.

 

Reclamações
De acordo com dados da ouvidoria da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce), apenas em dezembro de 2015, 573 reclamações foram registradas contra a Coelce. No mesmo relatório, as áreas de Saneamento Básico, Transporte Intermunicipal e Gás Canalizado, que também são monitoradas, tiveram 17, nove e zero queixas, respectivamente.

 

Redação O POVO Online

TAGS