PUBLICIDADE
Notícias

Mundo deve compreender mudanças na economia da China, diz presidente do BoJ

09:55 | 23/01/2016
O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, procurou atenuar as preocupações com a economia da China e repetiu que a sua instituição vai fazer o que for preciso para levar a inflação à meta de 2% no ano.

Em um painel no Fórum Econômico Mundial, Kuroda disse que o mundo deve compreender a magnitude da tarefa que enfrentam as autoridades chinesas ao deslocar o foco da sua economia da indústria para os setores de consumo e serviços.

Sobre a inflação no Japão, Kuroda disse que ver algumas tendências positivas caso se isole fatores voláteis, como petróleo.

Em qualquer caso, ele reiterou que o banco não tem "qualquer limitação técnica" para adotar novas medidas de estímulo para atingir sua meta de inflação. Fonte: Associated Press.

TAGS