PUBLICIDADE
Notícias

IBP diz que Dilma está ciente da necessidade de socorrer indústria de petróleo

16:45 | 25/01/2016
O presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), Jorge Camargo, classificou como positivo o resultado do encontro com a presidente Dilma Rousseff, ocorrida hoje pela manhã, de 9h30 às 12h. Segundo ele, a presidente está ciente da necessidade de socorrer a indústria neste momento de crise, provocada pela queda do preço do barril.

Segundo ele, apesar do cenário adverso, no qual a indústria petroleira está seletiva na hora de decidir investimento, "o Brasil ainda é competitivo e atraente". O destaque do encontro, de acordo com Camargo, foi o debate sobre a unitização, em que são descobertas reservas contínuas à concessão. Segundo ele, casos de unitização podem gerar investimentos de até US$ 120 bilhões.

A ideia é de realizar leilões para oferecer essas áreas, disse Camargo. No grupo de áreas em processo de unitização estão blocos do pré-sal. "É onde estão as grandes oportunidades", afirmou o presidente do IBP, ressaltando que o que está em estudo é a regulamentação da unitização. Esse será o tema do próximo encontro das petroleiras com o governo, na semana que vem.

Além disso, o governo sinalizou com a intenção de estender o regime de isenção tributária para a importação de equipamentos, sobretudo plataformas, o Repetro. Camargo disse não ter discutido diretamente o pacote de medidas que o governo está preparando para o setor, mas que está satisfeito com a receptividade da presidente em ouvir as reivindicações das petroleiras.

TAGS