PUBLICIDADE
Notícias

Empréstimos em circulação no setor imobiliário avançam 21% no ano na China

09:35 | 22/01/2016
Os empréstimos bancários para o setor imobiliário da China aumentaram no fim de 2015, no momento em que o setor dá novos sinais de recuperação no país. O crédito em circulação oferecido a todo o setor imobiliário chinês aumentou 21% na comparação anual, para 21,01 trilhões de yuans (US$ 3,19 trilhões) no fim do ano passado, informou o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) na sexta-feira. O crescimento foi 2,1 pontos porcentuais superior ao registrado um ano antes, segundo os dados oficiais.

Os preços das moradias e as vendas mostraram certa melhora nos últimos meses no país. O preço médio das novas residências em 70 cidades chinesas aumentou pelo oitavo mês consecutivo em dezembro na comparação com o mês anterior, impulsionado pelas vendas fortes nas grandes cidades, conforme os financiamentos imobiliários (hipotecas) tornam-se mais baratos.

Os empréstimos hipotecários em circulação para os compradores de casas cresceram 23,2% no ano, para 14,18 trilhões de yuans no fim de dezembro. O montante ficou 5,7 pontos porcentuais maior que um ano atrás, disse o PBoC.

Os empréstimos em circulação para as imobiliárias aumentaram 17,9% na comparação anual no fim de dezembro, para 5,04 trilhões de yuans. O avanço ficou 3,8 pontos porcentuais menor que a alta do ano anterior, segundo o PBoC.

Pequim tem relaxado restrições às compras de residências e cortado as taxas de juros desde o fim de 2014, o que impulsionou a demanda. Os formuladores das políticas têm avaliado novas medidas nas últimas semanas, como deduções tributárias para o pagamento de hipotecas e condições mais simples para a emissão de autorizações de residência para imigrantes do setor rural, a fim de encorajá-los a se mudar para cidades menores e comprar casas. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS