PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Consumo e geração de energia elétrica começam 2016 em queda no Brasil

18:05 | 07/01/2016
O consumo de energia elétrica no País teve queda de 3,7% de 1º a 5 de janeiro em relação ao mesmo período de 2015 (de 58.513 MW médios para 56.325 MW médios), enquanto a geração recuou 6% (de 60.661 MW médios para 57.010 MW médios), segundo dados preliminares que constam do boletim InfoMercado Semanal, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Nos primeiros dias de 2016, a análise do desempenho da geração indica que 57.010 MW médios de energia foram entregues ao Sistema Interligado Nacional (SIN). As usinas eólicas geraram 2.119 MW médios, um aumento de 35,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, a produção hidrelétrica (incluindo PCHs) apresentou redução de 0,02% ante janeiro de 2015. As térmicas tiveram retração de 25,8%, devido à redução na produção das usinas a óleo (-50,6%), carvão mineral (-36,7%) e biomassa (-35,7%), principalmente durante o fim de semana e o feriado de ano-novo. A representatividade da energia hidrelétrica, em relação a toda energia gerada no País, foi de 75,1%, índice 4,5 pontos porcentuais superior ao registrado no ano passado.

O consumo de energia somou 56.325 MW médios, com pequeno aumento no mercado cativo (ACR), no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, que registrou 45.588 MW médios (+0,5%). No Ambiente de Contratação Livre (ACL), no qual consumidores compram energia diretamente dos fornecedores, o montante de energia consumida foi de 10.737 MW médios, ou seja, 18,4% inferior ao mesmo período de 2015.

Na análise do consumo entre os ramos industriais, que passa a considerar dados dos autoprodutores, consumidores livres e especiais, houve queda em todos os segmentos. As maiores retrações foram verificadas no setor têxtil (-51,1%), de veículos (-33,9%), de manufaturados diversos (-32,7%) e de madeira, papel e celulose (-29,7%).

O InfoMercado Semanal também apresenta estimativa de que as usinas hidrelétricas integrantes do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) gerem, na segunda semana de janeiro, o equivalente a 78,9% de suas garantias físicas, ou 46.430 MW médios em energia elétrica.

TAGS