PUBLICIDADE
Notícias

China aprova sete IPOs sob regras revisadas, diz comissão

09:25 | 19/01/2016
O regulador do mercado de ações da China aprovou nesta terça-feira sete ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês), após ajustar regras para esses processos em novembro, antes de encerrar um congelamento de quatro meses nessas operações.

A Comissão Regulatória de Ações da China (CSRC, na sigla em inglês) disse que todas as sete propostas listadas estarão concluídas antes do feriado de uma semana do Ano Novo Lunar, que começa em 7 de fevereiro. Apenas um IPO por dia será lançado, para garantir "uma operação segura do novo sistema de subscrição recentemente lançado", segundo comunicado do site da comissão.

Os sete IPOs, o primeiro lote aprovado após uma queda de US$ 5 trilhões do mercado de ações no ano passado, serão sujeitos às regras revisadas. O regulador retirou uma exigência de pagamento antecipado dos investidores, para reduzir qualquer impacto no mercado sobre a liquidez. A agência revelou as novas regras em 6 de novembro, mesmo mês em que acabou com a moratória para os IPOs imposta em julho para conter a queda no mercado acionário.

Por causa da revisão das regras de IPO, a comissão disse em comunicado que a situação de uma grande quantidade de capital congelado para a compra de novas ações não mais existirá e o lançamento de novos IPOs não gerará impacto na liquidez do mercado.

Três das companhias serão listadas na Bolsa de Xangai, a Eastern Pioneer Driving School, a Topscore Fashion Shoes e a Southern Publishing and Media Company. As companhias publicarão seus prospectos após confirmarem as datas do IPO.

No fim de dezembro, o gabinete chinês aprovou uma proposta para mudar as regras de IPO no país, tornando o processo similar ao dos Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS