PUBLICIDADE
Notícias

46% dos brasileiros não controlam o orçamento, revela pesquisa do SPC Brasil

Falta de disciplina, esquecimento e não ter tempo são as principais justificativas dos entrevistados. Em um ano, cai de 61% para 41% o número de consumidores que conseguem fechar o mês com dinheiro sobrando

11:20 | 26/01/2016
NULL
NULL
Muitos consumidores brasileiros não controlam o quanto gastam, não sabem quanto pagam de juros, não se planejam para imprevistos, desconhecem o valor de seus rendimentos mensais e ainda assumem ser pessoas desorganizadas financeiramente. A pesquisa mostra que 45,8% dos entrevistados não realizam um controle sistemático do seu orçamento, sendo que 29,3% o fazem apenas 'de cabeça' - ou seja, recorrem a um método pouco confiável para organizar suas finanças.

Entre os entrevistados que utilizam algum método organizado para gerenciar seus recursos financeiros (53,9%), o mecanismo mais comum é o caderno de anotações, mencionado por 29,8% da amostra, seguido pela planilha (21,0%) e pelos aplicativos digitais (3,1%). Foram entrevistados 804 consumidores acima de 18 anos, de ambos os gêneros e de todas as classes sociais nas 27 capitais brasileiras. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para um intervalo de confiança a 95%.

O levantamento mostra ainda que boa parte dos brasileiros reconhece a falta de organização para lidar com o próprio dinheiro. Menos da metade (48,1%) dos entrevistados ouvidos consideram-se pessoas organizadas financeiramente. Considerando uma escala de um a dez, a nota média que o brasileiro atribui para o seu próprio nível de educação financeira é de apenas 6,3.

Ainda segundo a pesquisa, para conseguir pagar as contas e cumprir com os compromissos financeiros, 15,7% dos consumidores que fecham o mês no vermelho admitem usar todos os meses o limite disponível no cartão de crédito e no cheque especial. Entre os que deixam contas sem pagar quando não conseguem honrar seus compromissos, 24,1% atrasam pelo menos uma conta todos os meses.
Redação O POVO Online  com informações do SPC Brasil
TAGS