PUBLICIDADE
Notícias

Vendas no varejo crescem 3,8% em outubro, diz IDV

11:20 | 26/11/2014
As vendas reais no varejo cresceram 3,8% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2013, de acordo com o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV). O indicador ficou acima das expectativas. O Índice Antecedente de Vendas, produzido pela entidade com estimativas de seus associados, indicava crescimento de 1,3% no período.

Para os próximos meses, a entidade projeta continuidade do ritmo de crescimento. A expectativa do IDV é de alta de 3,7% no faturamento real em novembro e de 3,5% em dezembro na comparação com os mesmos períodos do ano anterior.

O varejo de bens não-duráveis, que responde em sua maior parte pelas vendas de super e hipermercados, foodservice e perfumaria, apresentou crescimento de 3% em outubro, de acordo com o IDV. A expectativa é de aumento nas vendas de 2,2% em novembro e 1% em dezembro, sempre em relação aos mesmos períodos do ano anterior.

Já o setor de bens semiduráveis, que inclui vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos, teve performance superior a média em outubro, tendo crescido 6,5% na comparação com o mesmo mês de 2013. A projeção é de crescimento de 6,1% em novembro e 6,6% em dezembro.

Para o segmento de bens duráveis, os associados do IDV divulgaram crescimento de 2,5% em outubro em relação ao mesmo mês do ano anterior. Eles esperam alta de 4% nas vendas em novembro e de 4,6% em dezembro.

O IDV considerou em nota que a desaceleração do indicador de vendas nos últimos meses sinaliza um potencial cenário desafiador para os dois últimos meses do ano. "O cenário macroeconômico também tem se mantido com algumas barreiras relevantes para o crescimento do varejo, como a alta da inflação, que continua minando o poder de consumo dos brasileiros, a queda relevante na confiança dos consumidores e o rigor na análise e concessão do crédito", comenta em nota Flávio Rocha, presidente do IDV.

Os dados do IDV levam em consideração as vendas realizadas e as estimativas dos associados da entidade. São 64 empresas de grande porte, como Grupo Pão de Açúcar, Carrefour, Lojas Americanas, Magazine Luiza e Lojas Renner, entre outras.

TAGS