PUBLICIDADE
Notícias

Nelson Tanure quer ser sócio do Club Med

07:10 | 22/11/2014
Investidor especializado em empresas em dificuldades, o brasileiro Nelson Tanure está de olho em um dos gigantes do turismo mundial: a rede francesa de resorts Club Med. A entrada de Tanure no rol de interessados complica ainda mais uma venda que já teve diversos capítulos recheados de drama, segundo reportagem do jornal �Financial Times�. O próprio investidor confirmou, em entrevista ao jornal, que se juntará à chinesa Fosun para fazer uma oferta pelos resorts.

Tanure é conhecido no Brasil como o que o mercado classifica de "investidor abutre" - que busca lucrar entrando em empresas com dificuldades financeiras. O investidor baiano, que vem empregando a estratégia desde os anos 90, recentemente comprou participação relevante na petroleira HRT, que viu seu valor derreter na Bolsa depois de não conseguir cumprir várias promessas de produção de petróleo. Ele ajudou a promover a fusão entre Intelig e TIM e também tem investimentos imobiliários.

Segundo o jornal britânico, embora as negociações entre o brasileiro e o possível sócio chinês já tenham começado, é cedo para dizer se a parceria sairá do papel. A reportagem afirma que Tanure se tornaria sócio minoritário do fundo Forsun Internacional�s Gaillon Invest II, que inclui, além dos chineses, a empresa de private equity francesa Ardian, membros da direção do Club Med e outra companhia chinesa, o e-commerce de turismo U-Tour. "Estamos em discussões", disse Tanure ao FT, em Paris. "Temos todos a mesma visão para o Club Med."

O objetivo, disse Tanure ao jornal, seria investir US$ 90 milhões na operação por meio de seu negócio de investimentos imobiliários. Ele frisou ainda que apoia a decisão da Fosun de manter a empresa listada na Bolsa de Paris e de deixar nos cargos os atuais executivos do Club Med.

A assessoria de imprensa de Tanure foi procurada pelo Estado para confirmar o interesse pelo Club Med, mas informou apenas que o investidor estava fora do País e não foi encontrado para fazer comentários.

Disputa Segundo o FT, o movimento dos sócios chineses de Tanure seria um indicativo de que a Fosun estaria disposta a melhorar sua proposta depois de o investidor italiano Andrea Bonomi ter oferecido 23 por ação da empresa, 1 acima do que a Fosun tinha ofertado. Do lado de Bonomi, há também um sócio brasileiro, a gestora de investimentos GP. O fundo de private equity americano KKR também faz parte do grupo de associados.

Segundo a reportagem, Tanure está trabalhando em conjunto com o Club Med para desenvolver um resort em Búzios, no litoral fluminense. O investidor não quis divulgar o valor que a Fosun estaria disposta a pagar pelo Club Med para chegar a um acordo. Ele indicou, porém, que o preço seria "razoável" em comparação ao preço atual da ação, que fechou ontem (21) a 23,56. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

TAGS