PUBLICIDADE
Notícias

Juiz rejeita propostas para fábrica da Nilza

07:10 | 22/11/2014
Após leilão realizado ontem (21), o juiz Héber Mendes Batista rejeitou as propostas feitas pelas unidades processadoras de leite de Ribeirão Preto (SP) e de Itamonte (MG) da massa falida da Indústria de Alimentos Nilza.

O juiz da 4ª Vara Cível de Ribeirão Preto considerou insuficiente a oferta de R$ 3 milhões feita pela Novamix, dona da marca Quatá, pela unidade de Itamonte e rejeitou o arremate pela planta, avaliada em R$ 30,37 milhões. Já pela unidade de Ribeirão Preto, avaliada em R$ 69,12 milhões, Batista informou que não aceitaria menos de R$ 60 milhões.

O único ativo leiloado com sucesso no pregão foi a unidade de Campo Belo (MG) da companhia, arrematada por R$ 9 milhões pela Novamix, que já arrenda a planta, onde produz leite longa vida, creme de leite e achocolatado.

A dívida da massa falida da Nilza com todos os credores supera R$ 634 milhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

TAGS