PUBLICIDADE
Notícias

Emprego em SP cresceu 0,2% no 2º trimestre, diz Seade

12:00 | 14/10/2014
O estoque líquido e empregos com carteira assinada no Estado de São Paulo cresceu 0,5% no segundo trimestre comparativamente aos primeiros três meses do ano, segundo dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) compilados pela Fundação Seade. Em números absolutos, na mesmo período, foram assinadas 1.624.317 carteiras e anotados 1.563.858 desligamentos, determinando um saldo líquido de 60.459 contratações em todo o Estado.

Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, o estoque de empregos formais no Estado de São Paulo cresceu 0,7%, com a criação de 94.158 empregos com carteira assinada. São Paulo, de acordo com a Fundação Seade, responde por 31,4% do total de empregos formais no Brasil.

Na Região Metropolitana de São Paulo (RNSP), que responde por 52,9% do total de empregos do Estado, o emprego formal cresceu 0,1% no segundo trimestre em relação ao primeiro, com a abertura líquida de 6.052 postos de trabalho formais. Já na comparação com o segundo trimestre do ano passado, a criação de empregos formais avançou 0,9% com abertura de 50.056 vagas.

Na Região do Grande ABC Paulista, que representa 6,1% dos empregos formais no Estado, os dados do Caged compilados pela Seade mostram uma queda de 0,4% na comparação do segundo com o primeiro trimestre. No confronto com o mesmo período do ano passado, o Grande ABC perdeu 5.231 postos de trabalho com carteira assinada, na proporção de 0,7%.

TAGS