PUBLICIDADE
Notícias

Cresce adesão à greve dos bancários em SP, diz sindicato

18:30 | 01/10/2014
O segundo dia de greve dos bancários em São Paulo, Osasco e região contou com um aumento na adesão. O sindicato estimou que 35 mil trabalhadores paralisaram as atividades nesta quarta-feira, 01. Esse número tem como base o fechamento de 571 locais de trabalho. Nesta terça-feira, 30, o sindicato havia informado o fechamento de 626 locais de trabalho, mas o número de trabalhadores em greve era menor, de 16 mil.

Em nota divulgada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, a presidente Juvandia Moreira explicou que o aumento na adesão se deve à incorporação do setor de call center à paralisação. "A greve só vai acabar quando os bancos apresentarem uma proposta que contemple aumento real, valorização nos pisos e soluções para questões de saúde e condições de trabalho", afirmou.

Os bancários aprovaram na noite de segunda-feira, 29, o início da greve por tempo indeterminado. Entre as principais propostas, o Comando Nacional dos Bancários reivindica reajuste salarial de 12,5%, mas a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu aumento de 7,35%, sendo que para o piso da categoria o aumento proposto foi de 8%.

TAGS