PUBLICIDADE
Notícias

Receita de MPEs cai 4,6% em julho, diz Sebrae-SP

15:10 | 11/09/2014
O faturamento real das micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas caiu 4,6% em julho ante o mesmo mês do ano passado, revelou a pesquisa de conjuntura Indicadores Sebrae-SP. Essa foi a quinta queda consecutiva, mas no acumulado de janeiro a julho o faturamento real apresenta estabilidade na comparação com o mesmo período de 2013.

A receita total das MPEs do Estado de São Paulo foi de R$ 45,7 bilhões em julho, valor R$ 2,2 bilhões abaixo daquele registrado em julho de 2013, mas R$ 586,3 milhões a mais do que o registrado em junho. "O fraco desempenho da economia brasileira em 2014 e a piora na confiança dos empresários e dos consumidores tiveram impacto negativo no faturamento das MPEs, principalmente as da indústria e as do comércio", explicou o documento de divulgação do Sebrae-SP.

O setor de serviços foi o único a apresentar resultado positivo para o faturamento em julho, com crescimento de 8,3% ante julho do ano passado. O faturamento na indústria recuou 2,8% e o do comércio, 14,1%.

A pesquisa também mostrou que, em agosto deste ano, 59% dos donos de MPEs paulistas acreditavam na estabilidade do faturamento para os próximos seis meses, porcentagem ligeiramente acima dos 56% em igual período do ano passado. Outros 27% projetaram melhora e 6% estimaram piora.

O levantamento entrevistou 2.716 proprietários de MPEs no Estado de São Paulo. Essa classificação leva em conta empresas de comércio e serviços com até 49 empregados e empresas da indústria de transformação com até 99 empregados, com faturamento bruto anual de até R$ 3,6 milhões. Os dados reais foram deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

TAGS