PUBLICIDADE
Notícias

BNDES deve ser visto pelo critério social, diz Armínio

17:20 | 22/09/2014
O ex-presidente do Banco Central e um dos principais coordenadores do programa de governo de Aécio Neves (PSDB), Armínio Fraga, afirmou nesta segunda-feira, 22, que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) precisa ser avaliado por critérios sociais e cobrou uma maior transparência da instituição.

Em conversa com jornalistas após debate com empresários promovido pelo Grupo Lide, Armínio questionou se é bom para o Brasil conceder empréstimos com taxas de juros abaixo da inflação. "É preciso questionar o critério mais microeconômico e passar por um critério onde a sociedade se beneficia", afirmou.

Ele lembrou que a razão original de existência do BNDES estava no fato de não existir um mercado de financiamento de longo prazo no País, mas acrescentou que a situação mudou. Agora, ele defende que é preciso pressionar um pouco mais as empresas, como exigir em um primeiro momento o cofinanciamento.

Outro ponto considerado importante pelo ex-presidente do Banco Central é a transparência da instituição. Ele reconheceu que há questões ligadas ao segredo de negócio das empresas, mas afirmou ser possível implementar uma transparência maior para analisar o que está dando certo e o que está dando errado nas empresas. "Não é trivial, mas é possível." Para ele, ao abordar esses pontos citados o BNDES "vai reduzir bastante o seu tamanho".

TAGS