PUBLICIDADE
Notícias

Óleo: ANP faz consulta para ofertar blocos devolvidos

19:40 | 05/08/2014
A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) pode realizar uma licitação de áreas de exploração de petróleo com acumulações marginais voltada apenas para pequenas e médias empresas do setor. O órgão abriu consulta nesta terça-feira, 5, que se estende até 3 de outubro, para apurar se há interessados em dez áreas que serão devolvidas, mas a Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás Natural (Abpip) demonstrou pouco entusiasmo com a oportunidade.

Segundo a ANP, as áreas, que eram exploradas por grandes empresas, foram devolvidas porque tiveram redução significativa na produção. Elas devem ser ofertadas novamente porque a agência acredita que as pequenas empresas de exploração podem se interessar por essas áreas.

O presidente da Abpip, Frederico Macedo, lembrou que iniciativa semelhante já foi experimentada pela agência no passado, sem sucesso. Na época, as áreas foram consideradas inapropriadas, mesmo para empresas de menor porte. Com isso, não houve interesse pelos blocos e o leilão acabou sendo suspenso. Dessa vez, as empresas irão se debruçar sobre as informações das áreas que serão disponibilizadas para, nos próximos dias, ter uma posição mais clara sobre o interesse no leilão.

"Daqui a 20 dias, teremos uma visão mais clara das características das áreas e poderemos opinar sobre elas", disse Macedo. De acordo com o presidente da Abpip, a grande reivindicação das petroleiras independentes, na verdade, é pela liberação de reservas marginais que estão com a Petrobras, mas a negociação com a companhia pela liberação dessas áreas não avançou - ainda que a estatal esteja focada atualmente em desenvolver o pré-sal.

Os blocos colocados em consulta estão distribuídos pelas bacias do Recôncavo (Bela Vista; Fazenda Gameleira Miranga Leste; e Paramirim do Vencimento); Espírito Santo (Conceição da Barra; Ilha da Caçumba; e Lagoa do Doutor); Tucano Sul (Iraí), Paraná (Barra Bonita) e Barreirinhas (São João). As empresas devem manifestar interesse em correspondência à ANP, informando as áreas que gostariam de explorar.

TAGS