PUBLICIDADE
Notícias

Dilma revisita ferrovia entregue com atraso em Goiás

10:40 | 12/08/2014
Quase três meses depois de inaugurar trecho atrasado da Ferrovia Norte-Sul, a presidente Dilma Rousseff chegou nesta manhã de terça-feira, 12, a Anápolis (GO) para visitar um pátio de cargas da ferrovia, em mais um esforço para mostrar o andamento de obras de infraestrutura previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O evento, que consta na agenda institucional da Presidência da República, é considerado uma "agenda mista" de Dilma, que, segundo assessores, visita o local na condição de presidente e depois concede entrevista a jornalistas como candidata à reeleição. Uma equipe de filmagem acompanha Dilma para gravar imagens para o horário eleitoral, que começa no próximo dia 19. Dilma cumprimentou trabalhadores na chegada e deve percorrer um trecho de quatro quilômetros em uma das locomotivas.

O trecho de 855 quilômetros entre Palmas e Anápolis foi inaugurado por Dilma em 22 de maio deste ano, três anos e meio depois do prazo estipulado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista a jornalistas do grupo RBS ontem, no Palácio da Alvorada, a presidente reconheceu que "todo santo dia ficamos inconformados" com atrasos em grandes obras.

Em 15 de março de 2012, Dilma visitou trecho da ferrovia em Anápolis, em sua primeira visita ao Estado de Goiás desde que havia assumido a Presidência da República. Na ocasião, balanço do PAC previa que o trecho visitado por Dilma fosse concluído em julho de 2012, o que não ocorreu.

Conforme informou a edição desta terça-feira do jornal "O Estado de S.Paulo", por causa de vandalismo e da demora em sua conclusão, um segmento da Ferrovia Norte-Sul que a presidente inaugurou em maio vai ter de passar por reparos antes de ser liberado para o tráfego de cargas. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou o funcionamento da linha entre Porto Nacional e Gurupi, ambos no Tocantins, mas condicionou a operação à conclusão dos consertos.

Festa

Em setembro de 2010, Lula promoveu uma cerimônia de "inserção dos trilhos de ligação entre os Estados de Goiás e Tocantins", quando prometeu a conclusão da obra em dezembro de 2010. "Nós vamos até Palmas agora, vamos inaugurar um outro trecho, vai ter um ato lá, e, no dia 20 de dezembro, preparem uma grande festa, que nós vamos inaugurar a Ferrovia Norte-Sul até Anápolis", prometeu Lula, na época.

A "grande festa" ocorreu três anos e meio depois, com Dilma subindo em uma locomotiva, cumprimentando operários, sendo recebida por uma claque que gritava "Dilma! Dilma!" e ganhando elogios do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Parte do roteiro deverá ser repetido nesta terça-feira.

TAGS