PUBLICIDADE
Notícias

Site do governo facilita operações de comércio exterior

11:40 | 02/07/2014
O governo brasileiro lançou nesta quarta-feira, 2, o site Brasil Export, com a intenção de integrar em apenas um lugar todos os dados sobre exportações e importações, hoje espalhados pelos ministérios das Relações Exteriores, Desenvolvimento, Indústria e Comércio e Agricultura. Em três línguas - português, inglês e espanhol - o site tem a ambição de facilitar o acesso a informações necessárias para o empresário brasileiro vender para o exterior e também para que os estrangeiros possam investir no Brasil.

O novo site tem dois focos. O primeiro é o empresário brasileiro, que poderá encontrar no mesmo lugar informações sobre oportunidade de negócios, feiras, normas técnicas, logística para exportação, financiamento disponível e também estatísticas do país sobre comércio exterior.

"É uma plataforma extremamente relevante porque cria uma coordenação do conjunto de informações que já eram produzidas pelo governo mas eram específicas de cada ministério. Agora podemos compartilhar no mesma sítio todas as informações relevantes para o comercio e investimento", afirmou o ministro Mauro Borges, do MDIC. "Muitas vezes estrangeiros deixam de fazer negócios por falta de informações ou informações desencontradas. Haverá simetria nas informações, o que é um elemento extremamente positivo para o incremento do comércio e do investimento recíproco, do Brasil para o exterior e do exterior para o Brasil ".

Na versão em inglês, o site tem menos informações, mais voltadas para atrair investidores ao País. Há um guia oficial do governo brasileiro de oportunidades de investimentos, focado em investimentos, obras públicas e logística. Também há uma seção voltada para empresários que queira importar produtos brasileiros e outro para aqueles que planejam investir no Brasil. Em outra seção, os interessados podem descobrir onde estão as seções comerciais das embaixadas brasileiras. Há ainda uma seção, tanto para brasileiros como para estrangeiros, para esclarecer dúvidas.

O governo brasileiro analisou sites sobre exportação de investimento de vários países, entre eles Estados Unidos e Chile, para preparar o sítio brasileiro. "Nossa escala de comércio merece instrumentos compatíveis com os dias de hoje. É inconcebível pensar em comércio desta dimensão sem instrumentos capazes de dar respostas muito rápidas e efetivas para as necessidades dos atores do comércio exterior", disse Borges, lembrando que a corrente comercial brasileira chegou a US$ 500 milhões. O site já está no ar, no endereço www.brasilexport.gov.br.

TAGS