PUBLICIDADE
Notícias

Sintepav delibera por manter a greve na CSP

11:06 | 01/07/2014
Em mais um dia de assembleia do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado do Ceará (Sintepav-CE), não houve resolução das questões reivindicadas pelo Sindicato em relação à greve.

Na última segunda-feira, 30, os trabalhadores das obras da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) deliberaram que permanecerão em greve até que a Posco Engenharia & Construção do Brasil se posicione e negocie as horas "in itinere" e a equiparação salarial entre empregados que exerçam a mesma função - benefícios que, segundo o presidente do Sintepav, Raimundo Nonato Gomes, já foram acordados no ACT feito em abril com a empresa responsável pela obra, mas que ainda não têm efetividade.

Na assembleia de hoje, a situação permaneceu semelhante.
Desde ontem, os ônibus que transportariam os trabalhadores até o canteiro de obras foram suspensos, e os empregados tiveram de ir por conta propria ao local, respeitando o limite de distanciamento de 1500 metros, para que a reunião fosse realizada. Dos cerca de 7 mil trabalhadores que fazem parte do movimento, apenas 600 compareceram à assembleia desta manhã.

Os funcionários presentes decidiram ir caminhando até a praça central do Pecém, onde deliberaram que vão seguir em greve e que, mesmo sem receber os salários, seguirão firmes na decisão. Foi votado também que haverá uma nova assembleia na próxima quinta-feira, 3.

A Posco E&C do Brasil ainda não se pronunciou sobre o assunto.
Redação O POVO Online com informações da repórter Janaína Marques

TAGS