PUBLICIDADE
Notícias

Média diária de exportações cai 8% na 2ª semana de julho

15:50 | 14/07/2014
A média diária de exportações na segunda semana de julho caiu 8% em relação à verificada na primeira semana do mês, para US$ 973,8 milhões. A queda foi motivada principalmente pela diminuição de 26,7% na média diária de vendas de semimanufaturados, para US$ 101,8 milhões, em razão do recuo nas vendas de açúcar em bruto, celulose, semimanufaturados de ferro/aço e couros e peles.

Também houve queda de 16,6% na média diária de exportações de manufaturados, para US$ 276,2 milhões, influenciados por motores e geradores, hidrocarbonetos, açúcar refinado, aviões e laminados planos. Já a média diária das exportações de produtos básicos ficaram estáveis em relação à primeira semana de julho, em US$ 568,6 milhões, com avanços em petróleo em bruto, carne de frango e suína, e fumo em folhas.

A média diária de importações cresceu 38,8%, para US$ 1,022 bilhão, motivada pelo aumento das compras de combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, adubos e fertilizantes, plásticos e obras, instrumentos de ótica e precisão e farmacêuticos.

Na comparação entre julho e o mesmo mês de 2013, a média diária de exportações aumentou 11,8%, para US$ 1,011 bilhão. O destaque foi a alta de 31% nas vendas externas de básicos, para US$ 568,5 milhões, principalmente, de petróleo em bruto, café em grão, soja em grão, minério de cobre, carne bovina e de frango.

Também houve avanço de 13,2% na média diária de exportações de semimanufaturados, para US$ 118,2 milhões, influenciado pelos aumentos em semimanufaturados de ferro/aço, ferro fundido, couros e peles, açúcar em bruto e celulose.

Já a média diária de exportações de manufaturados caiu 12,8%, para US$ 300,6 milhões, por conta de plataforma de produção de petróleo e gás, automóveis de passageiros, autopeças, óleos combustíveis, motores para veículos, máquinas para terraplenagem, aviões e medicamentos.

A média diária de importações caiu 9,4%, para US$ 894,9 milhões, com destaque para veículos automóveis e partes (-35,2%), siderúrgicos (-20,3%), aparelhos eletroeletrônicos (-20,0%), equipamentos mecânicos (-19,5%) e borracha e obras (-14,2%). Em relação a junho, a média diária de exportações caiu 1,2%, e a de importações recuou 1,1%.

TAGS