PUBLICIDADE
Notícias

Empresa dona da Coelce tem queda de 31% dos lucros no primeiro semestre

09:06 | 31/07/2014

A Endesa, empresa multinacional controladora da Coelce, registrou lucro líquido de 765 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, uma queda de 31,3% (diminuição de € 349 milhões) em relação ao valor registrado no primeiro semestre de 2013.

 Enquanto o lucro líquido em Portugal e na Espanha diminuiu 19,9% (- € 144 milhões), na América Latina a queda foi ainda maior. Com uma redução de 52,4% (- € 205 milhões), o lucro líquido do negócio latinoamericano foi de 186 milhões de euros.

 Tal declínio é atribuído à depreciação substancial das moedas latinoamericanas sobre o euro, e às receitas extraordinárias registradas pela Argentina em 2013, que não foram repetidas em 2014. Tal depreciação teve um impacto de 173 milhões de euros.

 Outros fatores também contribuíram para a redução nos negócios da América Latina, entre eles  a diminuição dos ativos financeiros, devido ao montante a ser recuperado pelas empresas de distribuição no Brasil para a reversão dos ativos no final de sua concessão, de acordo com a revisão tarifária realizada pela Ampla Energia e Serviços S.A. no segundo trimestre de 2014. Essa redução foi de 110 milhões de euros, com um impacto de 39 milhões de euros em lucro líquido.

 Investimentos

 Mesmo com a queda do lucro, a Endesa apresentou melhorias em outros aspectos. O fluxo de caixa das atividades operacionais totalizaram 1,966 bilhão de euros, em comparação com 1,505 bilhão registado no período homólogo de 2013, devido à melhoria do capital de giro.

 O investimento bruto totalizou 1,049 bilhão de euros no primeiro semestre, ante os 907 milhões no ano anterior. Do montante, € 881 milhões foram contabilizados pelo investimento em ativos tangíveis e intangíveis, enquanto o restante foram em investimentos financeiros.

 Além disso, as empresas do grupo foram consolidadas por meio de aquisições de participações, por um montante total de € 408 milhões divididos entre a compra de um adicional de 50% da Inversiones GasAtacama Segurar, Ltd. (227 milhões de euros) e da aquisição de 15,18% (€ 181 milhões) da Companhia Energética do Ceará (Coelce).

 Produção

 A geração de energia da Endesa, no primeiro semestre de 2014, foi de 60.388 GWh, uma redução de 0,3%, enquanto as vendas de energia elétrica foram de 78.369 GWh, um aumento de 1,2% em comparação com o período correspondente em 2013.

 A mudança na produção foi devido a menores volumes de produção na América Latina, devido à forte redução da geração de energia no Chile e na Colômbia.

 Endesa

 Grupo controlador da Coelce, a Endesa S.A. é uma das dez maiores empresas de energia do mundo. Atende mais de 23 milhões de clientes em 15 países e atua nos mercados de eletricidade, gás, cogeração e energias renováveis, com instalações eólicas, pequenas centrais hidrelétricas, aproveitamento de resíduos e biomassa.

 A atividade fundamental da Endesa é a produção e distribuição de eletricidade por meio de centrais de geração térmica e hidráulica e de estações distribuidoras. Além do Brasil, atua na Europa e na América Latina (Argentina, Chile, Colômbia e Peru).

Redação O POVO Online

TAGS