PUBLICIDADE
Notícias

Abimaq: faturamento cai 13,2% no 1º semestre

13:30 | 30/07/2014
A indústria de máquinas e equipamentos fechou o primeiro semestre com faturamento bruto real de R$ 34,908 bilhões, o que representa uma queda de 13,2% ante igual período do ano passado. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 30, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Segundo a entidade, levando em conta apenas o mês de junho, o setor faturou R$ 6,197 bilhões, alta de 1,4% ante maio. Na comparação com junho de 2013, o faturamento bruto real registrou recuo de 13,6%.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos totalizou R$ 53,987 bilhões nos seis primeiros meses deste ano, baixa de 13,2% em relação a igual período de 2013. Em junho, o consumo aparente atingiu R$ 8,763 bilhões, o que representa uma alta de 2,1% ante maio deste ano. Já em relação a junho de 2013, houve um recuo de 20,7%. Segundo a Abimaq, se eliminado o efeito cambial, o resultado semestral torna-se negativo em 19,1% em relação ao primeiro semestre do ano passado.

As exportações de máquinas e equipamentos já somam US$ 6.624 bilhões no acumulado do ano até junho, com alta de 19,8% ante o mesmo período do ano passado, enquanto as importações alcançaram US$ 14,637 bilhões, queda de 9,5% ante igual período de 2013. Em junho, as exportações atingiram US$ 1,022 bilhão, baixa de 20,7% ante maio e recuo de 5,8% ante o mesmo mês do ano passado. Já as importações totalizaram US$ 2,241 bilhões em junho, baixa de 6% ante maio e de 20,1% ante junho de 2013.

O déficit comercial do setor, por sua vez, chegou a US$ 8,013 bilhões de janeiro a junho, redução de 24,8% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Levando em conta apenas o mês de junho de 2014, o déficit comercial de máquinas e equipamentos apresentou alta de 11,2% na comparação com maio, para US$ 1,219 bilhão. Em relação a junho de 2013, o resultado representa uma baixa de 29,1%.

De acordo ainda com dados da Abimaq, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) fechou junho em 75,9%, 0,4% menor que o resultado registrado em maio e 1,9% maior que o mesmo mês de 2013. Em junho, o setor somou 249.826 empregados, queda de 0,7% na força de trabalho em relação a maio. Na média do semestre, a entidade afirma que a retração do quadro de pessoal foi da ordem de 2,2% em relação ao primeiro semestre de 2013, ficando abaixo dos níveis de 2011.

TAGS