PUBLICIDADE
Notícias

Otimismo volta a cair em junho

A pretensão de compra mostra leve crescimento com relação ao mês de maio

10:51 | 18/06/2014
O Índice de Confiança do Consumidor de Fortaleza caiu 1,6%, passando de 128,9 pontos, em maio, para 126,9 pontos neste mês, segundo pesquisa divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE). O resultado no trimestre é inferior ao do mesmo período do ano passado, sinalizando queda do otimismo, resultado de um ritmo mais lento no crescimento econômico e preocupações com o mercado de trabalho.

O Índice de Situação Presente piorou 2,5%, ficando em 128,6 pontos (foi de 131,9 pontos em maio), e o Índice de Expectativas Futuras teve queda de 0,9%, atingindo 125,7 pontos.

Pretensão de compra

Apesar da queda no nível de otimismo do consumidor, a pretensão de compra mostra leve crescimento com relação ao mês de maio, com percentual de 45,8%, o melhor resultado deste ano.

O valor médio das compras é estimado em R$ 310,37 e a intenção de compra mostra-se mais vigorosa entre os consumidores do sexo masculino (45,9%), do grupo etário de 25 a 34 anos (56,7%) e com renda familiar inferior a cinco salários mínimos (46,4%). Os produtos mais procurados são: televisores, citados por 20,4% dos entrevistados; artigos de vestuário (17,7%); aparelhos de telefonia celular (13,4%); móveis e artigos de decoração (13,4%) e calçados (11,9%).

Expectativa do consumidor

A pesquisa revela que 83,9% dos consumidores de Fortaleza consideram que sua situação financeira atual está melhor ou muito melhor do que há um ano. E as expectativas com o futuro se mostram otimistas, com 91,7% dos entrevistados acreditando que sua situação financeira futura será melhor ou muito melhor do que a atual.

O consumidor de Fortaleza tem mostrado preocupações com a situação econômica nacional, com 40,7% dos entrevistados descrevendo-a como ruim ou péssima. Esse sentimento recebe influências da aceleração da inflação e da percepção de relativa piora no mercado de trabalho trazendo expectativas negativas para o ambiente econômico dos próximos meses.

Índice de Confiança do Consumidor

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) é uma medida sintética de indicadores da percepção do consumidor quanto à sua situação econômica, composto do Índice da Situação Presente (ISP) e Índice das Expectativas Futuras (IEF). O ICC funciona, portanto, como um indicador do potencial de consumo, baseado na opinião dos próprios consumidores.
Redação O POVO Online

TAGS