PUBLICIDADE
Notícias

McCarthy defende fim do Eximbank nos EUA

23:50 | 22/06/2014
O futuro líder da maioria na Câmara dos Representantes dos EUA, Kevin McCarthy, declarou em entrevista ao programa "Fox News Sunday" que não irá apoiar a concessão de uma nova autorização ao Export-Import Bank (Eximbank) quando a atual expirar, em setembro. O Eximbank é uma agência de créditos oficial do governo dos EUA, criada há 80 anos para ajudar as exportações.

McCarthy justificou sua posição dizendo que o setor privado pode substituir a atuação do Eximbank. Em 2012, o atual líder da maioria na Câmara, Eric Cantor, defendeu a obtenção de uma nova autorização para a agência.

Mesmo assim, McCarthy negou que haja algum conflito no Partido Republicano e reforçou que todos são conservadores. "A única coisa pela qual nós lutamos é sobre táticas, e não ideologia", afirmou.

Cantor deixará o cargo de líder da maioria no fim de julho, após perder as primárias no Estado de Virgínia. A derrota de Cantor levantou especulações de que conservadores se irritaram com a possibilidade de mudanças nas leis de imigração ou de um renascimento do ativismo a favor do Tea Party.

McCarthy assegurou que a derrota de Cantor não tem ligação com a direção que os republicanos pretendem seguir e declarou que não é menos conservador que Cantor.

TAGS