PUBLICIDADE
Notícias

Anfavea: mais anidro na gasolina trará prejuízo técnico

14:00 | 05/06/2014
A possibilidade de aumento de 25% para 27,5% da mistura de etanol anidro à gasolina é considerada pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) inconveniente e prejudicial do ponto de vista técnico. De acordo com o presidente da instituição, Luiz Moan, 42% da frota de veículos hoje no País ainda é movida exclusivamente a gasolina e teria prejuízos técnicos com a adoção da nova mistura. A proposta está em estudo pelo governo.

"Todos os veículos brasileiros são calibrados para 22% (de mistura) e há um limite máximo, que, neste momento, é de 25%. Quando se fala de um aumento superior a esse teto nós claramente temos posição contrária do ponto de vista técnico", afirmou. "Não achamos conveniente e não apoiamos o aumento do teor de álcool na gasolina para 27,5%", resumiu Moan.

TAGS