PUBLICIDADE
Notícias

Investidores revisitam os mercados emergentes, diz WSJ

22:30 | 31/05/2014
Índices de ações irregulares e baixos rendimentos dos títulos em os EUA, Europa e Japão estão empurrando ondas de dinheiro dos investidores para mercados emergentes como Brasil e África do Sul, que sofreram grandes perdas recentemente, diz reportagem publicada há pouco no site do The Wall Street Journal. Segundo a matéria, os rendimentos de títulos do governo dos Estados Unidos e Alemanha atingiram em 2014 níveis baixos em resposta aos últimos sinais de desaceleração do crescimento no Ocidente.

Os fundos de investimento mútuos e negociados em bolsa com foco nos mercados emergentes somaram um líquido de US$ 13,2 bilhões em abril e maio, de acordo com dados da EPFR Global até 26 de maio, o maior aumento em dois meses desde fevereiro e março de 2013, e ocorre depois de dez meses consecutivos de saídas líquidas.

Muitos investidores estão se concentrando em lugares como a Índia e a Indonésia, onde o crescimento é saudável, segundo o texto. Na Tailândia, um dos melhores desempenho dos mercados da Ásia este ano, um golpe militar recente sacudiu os investidores.

A velocidade com que os investidores parecem ter esquecido perdas de até 30% em alguns mercados tem sido surpreendente. O dinheiro está fluindo de volta para os mercados emergentes no ritmo mais rápido em mais de um ano, segundo o WSJ. "Não há nenhuma relação com fundamentos", avalia James Barrineau, gerente de portfólio de mercados emergentes da corretora Schroders, disse de movimentos dos investidores. "É tudo uma busca por rendimento."

TAGS