PUBLICIDADE
Notícias

"O Brasil vai continuar crescendo. Portanto, não vamos tirar o pé do acelerador"

09:29 | 15/04/2014
NULL
NULL
O vice-presidente da Ford no Brasil Rogério Goldfarb, falou a jornalista após o evento de lançamento da fábrica. Confira detalhes da entrevista.

Estagnação, por enquanto
"O Brasil é o 4º maior mercado automotivo do mundo. Mercado estratégico para qualquer grande montadora. Ano passado, tivemos um mercado interno um pouco menor do que o do ano anterior. Este ano, as expectativas são de que as vendas não devem crescer também, mas a nossa visão de médio e longo prazo é que o Brasil vai continuar crescendo. Por tanto, não vamos tirar o pé do acelerador. Acreditamos que a competição é o melhor caminho. Estamos acostumados com isso no mundo inteiro e estamos preparados para ela.

Desafio dos três cilindros
"Este motor gerou mais de 120 patentes, que são inovações feitas pela Ford que os outros não têm. Extremamente compacto, distância entre os cilindros é muito pequena, as paredes são de altíssima resistência, por isso são finas. Por ser três cilindros, o desafio é reduzir vibrações."

Primo pobre do Ecoboost
"Essa família de motores tem turbo, injeção direta e se aplica a segmentos de preços mais altos lá fora. Nós trouxemos esse motor sem o turbo e sem injeção direta, que se aplica bem às nossas necessidades aqui. Mas não abrimos mão da performance. Pelas comparações que fizemos até agora, é o motor que entrega a maior potência e o maior torque de todo o segmento."

Poeira diferente

"Quando traz um motor para uma região diferente, tem muitas adaptações a serem feita. Nem a poeira é igual. Isso não é brincadeira, é verdade. No caso nosso, por causa do flex, tivemos que desenvolver. Tivemos que fazer um mapeamento de injeção diferente. Outra coisa é que o brasileiro dirige diferente. O Brasileiro gosta de torque em baixa rotação. Agente precisa calibrar o motor para isso. Não é só pegar um pacote fechado e trazer para cá."

TAGS