PUBLICIDADE
Notícias

Comércio de Brasil e Argentina preocupa Anfavea

12:10 | 17/04/2014
Após reunião com a presidente Dilma Rousseff, na manhã desta quinta-feira, 17, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, disse que o governo brasileiro tem uma reunião marcada com as autoridades argentinas na próxima semana para tentar destravar as exportações de automóveis para o país vizinho. De acordo com ele, o ministro do Desenvolvimento, Mauro Borges, e o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Paulo Caffarelli - que também estavam presentes na reunião - irão a Buenos Aires tratar do assunto.

"Estamos preocupados com a situação argentina e o objetivo da reunião entre os governos será operacionalizar o memorando de entendimento assinado em março, que pode normalizar o fluxo das vendas", disse Moan. Ele citou a queda de 32% nas exportações totais brasileiras de automóveis no primeiro trimestre deste ano. "Isso é prejuízo pesado, pois representa entre 6% e 8% da nossa produção", acrescentou.

O representante do setor automotivo também citou o aumento dos custos da indústria, principalmente em logística e na aquisição de insumos como o aço e a energia elétrica. "O setor está em processo de ajuste de estoques, mas as empresas estão adotando mecanismos para preservar o emprego, como férias coletivas e outras medidas. O investimento em treinamento e capacitação no setor é alto, portanto todos querem evitar demissões".

De acordo com Moan, não foi discutido na reunião com a presidente Dilma uma eventual renovação no desconto de IPI para veículos. Por outro lado, a presidente determinou que os Ministérios de Ciência e Tecnologia (MCT) e Desenvolvimento (MDIC) aceleram projeto de incentivo à pesquisa e desenvolvimento de veículos híbridos, utilizando novas fontes de propulsão.

TAGS