PUBLICIDADE
Notícias

China aprova negociações entre bolsas de Xangai e HK

03:00 | 10/04/2014
A Comissão Reguladora de Ativos Mobiliários da China (CSRC, na sigla em inglês) permitiu uma parceria para que investidores possam negociar ações tanto na Bolsa de Xangai quanto na Bolsa de Hong Kong.

Em comunicado emitido hoje, o regulador informou que os investidores de Hong Kong poderão comprar um número limitado de ações de empresas de grande capitalização em Xangai, enquanto os investidores chineses poderão negociar blue chips listadas em Hong Kong.

Os investidores de Hong Kong serão limitados a comprar ações pertencentes ao índice Xangai 180 e o Xangai 380, bem como papéis de empresas listadas nas duas bolsas. Eles terão uma cota total de 250 bilhões de yuans e uma cota diária de 10,5 bilhões de yuans.

Já os investidores de Xangai estarão restritos a uma cota total de 300 bilhões de yuans e uma cota diária de 13 bilhões de yuans, mas o regulador limitou essas compras a investidores institucionais e investidores individuais com um saldo mínimo de 500 mil yuans na conta.

Essa mudança faz parte de uma aguardada reforma na conta de capital da China. Os planos inicias para essa alteração surgiram em 2007, mas eventualmente perderam força por oposição do governo chinês, que mostrava incertezas sobre o impacto nos preços dos ativos domésticos. O anúncio de hoje segue em linha com as decisões anunciadas após a reunião do Partido Comunista em novembro do ano passado. Fonte: Market News International.

TAGS