PUBLICIDADE
Notícias

Augustin avalia que não há necessidade de racionamento

12:10 | 30/04/2014
O secretário do Tesouro, Arno Augustin, disse que o governo confia na avaliação dos órgãos técnicos do setor de energia elétrica de que não há necessidade de racionamento e medidas de redução do consumo de energia. Ao ser questionado pelo Brodascast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado, sobre esse risco de racionamento, que já está na conta dos analistas do mercado financeiro, o secretário respondeu que "existem órgãos técnicos que fazem essa avaliação, a ONS (Operador Nacional do Sistema) e o CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrica). E esses órgãos têm colocado a avaliação para a sociedade e para o governo de muita tranquilidade", acrescentando que a ONS fez um desmentido oficial de matéria sobre necessidade de medidas de redução de consumo.

Segundo Augustin, "a avaliação é de que está tudo dentro da normalidade". Ele destacou que o impacto econômico de acionamento das térmicas existe e o governo tomou medidas para enfrentá-lo. "Seguimos o que os órgãos técnicos avaliam e confiamos neles", disse o secretário. Ao mesmo tempo ele destacou que essa era uma avaliação técnica e não dele. "Não é uma avaliação subjetiva. Não cabe a mim fazer essa avaliação. Eu não acho que a área econômica deva fazer", acrescentou.

TAGS