PUBLICIDADE
Notícias

Abradee: leilão garante menos impacto nas tarifas

14:50 | 30/04/2014
O desfecho do leilão de energia A-0, realizado na manhã desta quarta-feira, 30, permite estimar menor impacto nas tarifas futuras, avalia a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee). Em nota, a entidade diz considerar que "o resultado do leilão de energia existente supriu parte significativa das necessidades de contratação de energia elétrica de nossas associadas, trazendo benefícios imediatos na mitigação dos gastos adicionais com aquisição de energia, para o ano de 2014. Isso significa menos impacto nas tarifas, no futuro".

Embora a Abradee tenha divulgado esse comunicado com uma mensagem positiva sobre o leilão desta quarta-feira, a entidade deixa claro que ainda há problemas a resolver no setor elétrico. "Prosseguiremos, a partir desses resultados, nas tratativas com o governo para continuidade das ações empreendidas até agora, objetivando manter a adimplência intrassetorial, a modicidade tarifária e as condições econômicas e financeiras para a execução dos planos de investimentos de expansão e melhoria da qualidade dos serviços prestados aos mais de 70 milhões de usuários de energia elétrica no Brasil", menciona a nota da entidade.

No leilão de energia A-0, realizado na manhã de hoje, foram negociados 2,046 mil MW médios, a um valor médio de R$ 268,33/MWh, totalizando R$ 27,287 bilhões transacionados. O volume total contratado corresponde a 62% da necessidade das distribuidoras, estimada em 3,3 mil MW médios.

Do montante total de energia comercializada, 1,471 MW médios são provenientes de hidrelétricas, ao preço médio de R$ 270,81, ligeiramente abaixo do preço-teto de R$ 271/MWh. Já as térmicas venderam 575 MW médios, ao preço-teto de R$ 262/MWh. A energia negociada será fornecida a partir de amanhã (1º/5), até 31 de dezembro de 2019.

TAGS