PUBLICIDADE
Notícias

Inflação seguiu elevada e resistente desde 2013, diz BC

10:20 | 13/02/2014
O diretor de política econômica do Banco Central, Carlos Hamilton, afirmou nesta quinta-feira, que a inflação ao consumidor seguiu elevada e ainda mostrando resistência, desde a divulgação do último Boletim Regional, no ano passado, mas que, no mesmo período, "houve continuidade do ciclo de ajustes das condições monetárias".

As declarações foram feitas durante a apresentação do mesmo documento, agora relativo ao trimestre até novembro de 2013, em Curitiba. Para frente, disse Hamilton, "as projeções indicam inflação em 12 meses elevada no horizonte relevante, com tendência de recuo". Ele fez ainda uma advertência de que quando mencionar "horizonte relevante para a política monetária", ele estaria falando de um período de dois anos.

O diretor do BC retomou ainda declarações recentes, de que a experiência internacional e a teoria apontam a estabilidade como precondição para o crescimento sustentável. "O caminho para a prosperidade passa por taxas de inflação baixas e estáveis".

Sobre o exterior, ele disse que os riscos para a estabilidade financeira global permanecem elevados, mas a perspectiva é de melhora gradual da atividade. Ele citou ainda evidências de certa acomodação nos preços de commodities e de focos de tensão e volatilidade nos mercados de moeda.

Internamente, segundo Hamilton, a perspectiva é de ritmo de expansão da atividade doméstica relativamente estável este ano, na comparação com 2013. Ele mencionou ainda a estreita margem de ociosidade no mercado de trabalho, com perspectiva de moderação dos ganhos salariais. Ele disse também que as perspectivas indicam mudança na composição da demanda e da oferta agregada, conforme o BC já havia dito na ata da última reunião do Copom. Ainda de acordo com Hamilton, o crédito e a renda continuam por trás do crescimento da demanda doméstica.

TAGS