PUBLICIDADE
Notícias

China desmente estimativas de déficit nas pensões

02:40 | 26/02/2014
O vice-ministro de Recursos Humanos e Segurança Social da China, Hu Xiaoyi, negou que o fundo de pensão urbano tenha déficit. Em coletiva de imprensa, o vice-ministro disse que o fundo possuía um balanço de mais de 400 bilhões de yuans (US$ 66 bilhões) no fim de 2013, com 2,25 trilhões de yuans em novas contribuições no ano passado, ante pagamentos de 1,84 trilhões de yuans.

Alguns economistas haviam projetado que o fundo registraria um déficit de 13 trilhões de yuans no ano passado. "Esse tipo de estimativa causa certa ansiedade pública, mas isso parece sem sentido", disse, sem mencionar nenhuma instituição.

No entanto, o vice-ministro reconheceu que o governo enfrenta desafios para os próximos anos, uma vez que a população envelhece rapidamente e o fundo de pensão obtém baixos retornos sobre os investimentos.

Desde que foi estabelecido, em 2000, o fundo obteve um retorno médio de 8,29% por ano. O Conselho de Estado da China anunciou no mês passado que planeja criar um sistema de pensão unificado, que uniria os residentes rurais aos urbanos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS