PUBLICIDADE
Notícias

SRET/CE apresenta resultado das atividades de 2012

A Seção de Multas e Recursos do órgão alcançou número recorde de R$ 53.308.019,62. Readequações das atividades desenvolvidas são apontadas pela superintendência como diferencial

13:38 | 22/01/2013
NULL
NULL

O resultado apresentado pela SRTE-CE diz respeito ao balanço das atividades realizadas em 2012 com foco no conjunto de operações desenvolvidas pelo órgão e direcionado à serviços de atendimento direto e indireto à população

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará (SRTE-CE) apresentou nesta terça-feira, 22, o resultado das suas atividades no ano de 2012. A Seção de Multas e Recursos (Semur) obteve expressiva arrecadação fiscal no valor de R$ 53.308.019,62. A cifra é o somatório do valor de multas impostas por autos de infração e pelo Fundo de Garantia por Tempos de Serviço (FGTS).

Para Júlio Brizzi, Superintendente da SRTE-CE, o resultado é reflexo, dentre outras coisas, da reestruturação dos métodos de trabalho da superintendência que permitiram a otimização das tarefas executadas. Ele explica que o foco do órgão é manter um diálogo com todas as partes sejam elas sindicatos, empresas e trabalhadores.  “Em 2012 nós conseguimos atingir cerca de meio milhão de trabalhadores no estado”, ressalta Brizzi. 

De acordo com o resultado apresentado pela superintendência, o valor total de multas recolhidas (R$ 7.213.852,90) e impostas (R$ 33.340.879,70) em 2012 ficaram acima dos valores totais de 2011, respectivamente R$ 4.064.957,80 e R$ 14.843.212,10. Para Brizzi, a mudança no dado estatístico se deve principalmente à mudança de foco do setor de fiscalização do órgão. Ele afirma que o trabalho da equipe de fiscalização tem se tornado mais estratégico.

Isso, nas palavras do superintendente significa dizer que a superintendência busca em seu setor de fiscalização concentrar esforços nos grandes sonegadores. “Fomos atrás de ações de grande abrangência”, explica. Apesar do trabalho, Brizzi reforça que o ponto de atuação do órgão continua sendo no sentido de promover o diálogo e a prevenção no universo trabalhista. “Nosso foco é o diálogo e a orientação para que o sistema possa fluir”, completa, reforçando que em 2012 foram executadas cerca de 4.561 mediações individuais pela superintendência.

Fábricas

De acordo com Júlio Brizzi, a SRTE-CE pretende construir 20 fábricas de carteiras de trabalho em cada uma das 20 unidades descentralizadas do Ceará. Atualmente, o Ceará conta com 5 fábricas que atendem às cidades de Sobral, Crato, Maracanaú e Fortaleza. De acordo com Brizzi, em 2012 foram construídas 10 fábricas que devem entrar em funcionamento ainda este ano. Para 2013, a expectativa é de que outros 5 equipamentos sejam criados no estado. “Isso irá diminuir em até 70% o prazo de entrega das carteiras”, afirma.

Os dados apresentados pela superintendência referem-se à equipe do órgão distribuída em todo o Ceará. Os resultados apresentados pela superintendência abrangem também os serviços de comunicação social, a Seção de Inspeção do Trabalho (SEINT), a Seção de Relações do Trabalho (SERET), a Seção de Economia Solidária (SES), e a Seção de Políticas de Trabalho, Emprego e Renda (SEPTER).

 

Serviço

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará – SRTE/CE

Endereço: Rua 24 de Maio, 178, Centro – Fortaleza – Cep: 60020-000

Telefone: 3255.3940



Redação O POVO Online

TAGS