PUBLICIDADE
Notícias

Mais dois bancos dos EUA chegam a acordo sobre hipotecas

14:41 | 16/01/2013
O Federal Reserve (o banco central dos Estados Unidos) anunciou que os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley chegaram a um acordo com as autoridades para pagar US$ 557 milhões para não serem processados por abusos na execução de hipotecas residenciais. Na semana passada, o Fed havia anunciado acordos semelhantes com outros dez grandes bancos, no valor total de US$ 8,5 bilhões.

Segundo o Fed, o Goldman Sachs e o Morgan Stanley concordaram em pagar US$ 232 milhões como indenizações em dinheiro aos compradores de imóveis e US$ 325 em outras formas de compensação, como modificações de contratos e perdões de dívidas nas quais os processos de execução de hipotecas foram considerados irregulares. O Fed disse que mais de 220 mil tomadores de empréstimos receberão compensações.

O Fed não especificou quanto cada um dos bancos deverá pagar. No informe de resultados do Goldman Sachs, porém, o banco diz que fez uma provisão de US$ 260 milhões para pagamentos relacionados ao acordo sobre as hipotecas.

O acordo anterior, com outros dez bancos, prevê que as instituições paguem US$ 3,3 bilhões em compensações para cerca de 3,8 milhões de compradores de imóveis cujas hipotecas haviam sido executadas em 2009 e 2010.

Ainda há quatro bancos negociando acordos com as autoridades: Ally Financial, HSBC, OneWest Bank e EverBank Financial Corp. As informações são da Dow Jones.

TAGS