PUBLICIDADE
Notícias

'Houve surpresa positiva com IED', diz Maciel

12:09 | 23/01/2013
O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, disse nesta quarta-feira que o fluxo de Investimento Estrangeiro Direto (IED) para o Brasil no ano passado ficou acima do que o previsto pela autoridade monetária. "Tivemos ao longo do ano surpresas positivas em termos de fluxos de IED. A estimativa inicial, feita em 2011, era de uma entrada de US$ 50 bilhões em 2012 e fechamos acima de US$ 65 bilhões", comparou.

Apesar disso, o resultado não bateu o recorde de US$ 66,66 bilhões visto em 2011. "Mas após um crescimento muito expressivo em 2011, mantivemos um patamar elevado desse fluxo em 2012. Seguem entrando volumes significativos, o que contribui para o financiamento da conta corrente", afirmou.

Segundo Maciel, as contas externas em 2012 ficaram dentro do esperado pelo BC. "Nessa perspectiva, as contas externas foram melhores. A estimativa inicial para a conta corrente, feita no fim de 2011, era que avançasse acima de US$ 60 bilhões. Veio abaixo disso porque a atividade moderada reflete sobre essa conta", considerou.

O chefe de departamento comentou ainda ser "natural" o crescimento da conta corrente em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, para 2,4%. Ele disse também que um déficit em transações significa uma migração de poupança externa para País.

TAGS