PUBLICIDADE
Notícias

Eletrobras discute opções para reduzir custos

08:07 | 24/01/2013
O Conselho de Administração da Eletrobrás se reúne na sexta-feira no escritório do Rio com a missão de avaliar propostas de redução de custo que permitam à empresa adequar o caixa à nova realidade financeira. Diante da redução de receita imposta pelo pacote do governo de queda da tarifa de energia, serão apresentadas aos conselheiros algumas alternativas de corte de gasto. Mas não há previsão de deliberações de medidas mais extremas, como a venda de ativos.

Está fora da pauta, por exemplo, qualquer decisão sobre a venda das distribuidoras federalizadas, que acumulam perdas financeiras e, por isso, são consideradas um peso morto nas contas da estatal, adiantou uma fonte ouvida pela reportagem.

Embora não haja medidas concretas sendo tomadas, a redução de custo é pauta recorrente nos encontros do conselho da Eletrobras desde o anúncio da Medida Provisória n.º 579, no ano passado, quando foi definida a queda da tarifa de energia e consequente retração da receita.

Um dos pontos de destaque a ser avaliado amanhã será a adequação da estrutura da empresa para que o dinheiro a ser pago pelo governo como indenização por investimentos não amortizados nas usinas "velhas", cujas concessões foram prorrogadas, seja gasto em novos investimentos e não em custos fixos, atendendo à determinação da MP.

Como as despesas ainda estão inchadas e o dinheiro da indenização entra no caixa a partir deste mês, há o receio de que o recurso acabe sendo usado no pagamento dos gastos triviais, em vez de atender à exigência do governo de reinvestimento em usinas e linhas de transmissão. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

TAGS