PUBLICIDADE
Notícias

Cesta básica de Fortaleza é a mais cara do Nordeste

11:16 | 07/01/2013
NULL
NULL
O fortalezense precisou gastar um total de R$ 252,78 para adquirir os doze itens da cesta básica em dezembro do ano passado. A alta foi de 3,37% na comparação com o mês anterior. Na comparação com outras capitais nordestinas, a cidade contabilizou o mais alto valor. Logo em seguida aparece Recife (PE) com um custo de R$ 248,95. A de Aracaju (SE) foi a cesta mais barata (R$ 204,06). Os dados são do Dieese.

Os moradores de Salvador (BA) precisaram dispor de R$ 227,12 mensais, os de João Pessoa (PB) pagaram R$ 237,85, enquanto os de Natal (RN) investiram R$ 239,65.

São Paulo continuou sendo a capital onde se apurou o maior valor para a cesta básica (R$ 304,90). Depois aparecem Porto Alegre (R$ 294,37) e, com custo semelhante, Vitoria (R$ 290,89) e Belo Horizonte (R$ 290,88).

Produtos inflacionados

A cesta de Fortaleza está 17,46% mais cara que no mesmo período de 2011 (R$ 215,21). Dos produtos que compõem a Cesta Básica, os que sofreram maior elevação nos preços, foram: a farinha (96,83%), a banana (46,84%), o tomate (42,08%) e o arroz (40,66%). Os produtos que sofreram reduções no período analisado foram o açúcar (-3,94, e a carne (-3,47).

No período de seis meses, a maior elevação nos preços aconteceu na farinha (96,83%), a banana (46,84%), o tomate (42,08%) e o arroz (40,66%). Os produtos que sofreram reduções no período analisado foram o açúcar (-3,94), e a carne (-3,47).

Redação O POVO Online

TAGS