PUBLICIDADE
Notícias

Balança comercial cearense fecha 2012 com déficit de US$ 1,6 bilhão

10:59 | 08/01/2013
NULL
NULL

Atualizada às 13h15

A balança comercial cearense em 2012 registrou um saldo deficitário de US$ 1,6 bilhão e a balança brasileira permanece superavitária em U$$ 19,4 bilhões. É uma queda mais acentuada do que a registrada em 2011 (U$$ -997.417.703) e 2010 (U$$ -899.702.246). Os dados são do estudo Ceará em Comex, do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Considerando apenas o mês de dezembro/2012, o valor exportado diminuiu em 19,9% em relação a 2011. No caso das importações, a queda foi de 19,1%. Responsável por 0,5% das exportações brasileiras e 6,7% das exportações nordestinas em 2012, o Ceará fecha o ano em 15º lugar na classificação nacional e o 4º lugar na classificação regional. Em 2012, o Ceará exportou para 91 países-destino.

Segundo o superintendente do Centro internacional de negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Eduardo Bezerra, a redução já era esperada. "Se nós fechássemos 2012 com o que nós realizamos em 2010, ficaríamos satisfeitos", disse. Ele lembrou que a previsão de redução já tinha sido dada em outras ocasiões. Em outra entrevista, o empresário havia dito a O POVO Online que o perfil de importações é essencial para o crescimento industrial do Ceará.

Os setores de calçados, couros, castanha de caju e fruticultura são os mais representativos e respondem por 64,1% do valor exportado pelo Ceará. Apenas um entre os dez produtos mais exportados não é oriundo desses setores, as ceras vegetais.

Houve uma queda de 37,7% na participação do Porto do Pecém em 2012, passando de 62,2% em 2011 para 42,9% em 2012. Já o Porto de Fortaleza teve um crescimento de14,8% na sua participação, passando de 26,3% em 2011 para 33,5% em 2012.

Os Estados Unidos continuam sendo o principal país de destino, recebendo 23,6% do valor exportado nesse ano pelo Ceará, cerca de U$$ 299,1 milhões. Na classificação por blocos econômicos, a União Europeia ultrapassa a NAFTA em dezembro e fecha o ano como o principal bloco de destino das exportações cearenses. A China é a principal parceira comercial do estado onde, juntamente com Estados Unidos e Argentina, representam 45,9% do total importado em 2012.

Os setores mais representativos das compras cearenses são: máquinas e metal-mecânico (18,2%), combustíveis e óleos (15,7%), ferro e aço (13,7%), eletrônicos e eletrodomésticos (11,7%). Nesses quatro setores, o valor importado cresceu em relação a 2011.

Redação O POVO Online

TAGS