PUBLICIDADE
Notícias

Ano começa com consumidor menos confiante, diz CNI

12:11 | 31/01/2013
O ano começou com um leve recuo na confiança do consumidor, aponta a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A instituição divulgou na manhã desta quinta-feira o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de janeiro de 2013. O indicador deste mês marcou 114,2 pontos, ante 115,2 pontos em dezembro de 2012. É um recuo de 0,9%.

"Caso essa tendência de aumento no pessimismo do consumidor se mantenha, poderá haver uma queda na demanda. Um eventual desaquecimento do consumo prejudicará ainda mais a recuperação da atividade industrial", avaliou o economista da CNI Marcelo Azevedo. Apesar da piora em relação a dezembro, o resultado deste mês foi melhor que o de janeiro de 2012, quando o Inec marcou 113,6 pontos.

No cálculo do Inec, a CNI considera um conjunto de seis indicadores(expectativas de inflação, expectativa de desemprego, expectativa de renda pessoal, situação financeira, endividamento e compra de bens de maior valor). Nesse grupo, cinco itens apresentaram recuo em relação a dezembro. Somente o índice de expectativa de desemprego melhorou (de 128,7 pontos em dezembro, para 131,4 pontos em janeiro).

A coleta de informações foi realizada entre os dias 17 e 21 de janeiro. O Inec é elaborado a partir de pesquisa de opinião pública de abrangência nacional conduzida pelo Ibope Inteligência junto a 2.002 pessoas. A CNI explica que "o número índice resultante é a média ponderada pela frequência relativa de cada resposta a perguntas de natureza qualitativa referentes a fatores que afetam direta ou indiretamente a inclinação dos indivíduos para consumir".

TAGS