PUBLICIDADE
Curiosidades
Noticia

Casado com "Mulher Morcego", tatuador decide "virar orc" com mais de 100 procedimentos no corpo

O homem pintou os olhos e corpo de preto, colocou alargadores e presas para ficar parecido com um personagem de games e obras de ficção científica

Neto Ribeiro
18:07 | 10/11/2020
O casal está juntos há mais de dois anos.  (Foto: Orc e Mulher Morcego/Divulgação)
O casal está juntos há mais de dois anos. (Foto: Orc e Mulher Morcego/Divulgação)

As primeiras tatuagens vieram na década de 1990 e, desde então, o desejo de modificar o corpo por completo ficou ainda maior, até o ponte em que o tatuador Orc Infernall não se reconhecer mais pelo nome de batismo, tendo transformado seu corpo totalmente. Em 2013, ele começou a tatuar o rosto e, em seguida, fez a "eyeball" — pintura permanente da esclera, a parte branca dos olhos.

Em entrevista ao portal G1 do Mato Grosso do Sul, o homem revela que já passou por mais de 100 procedimentos para mudar seu corpo, como a "tongue splitting", cirurgia para realizar corte longitudinal na língua. A responsável pelas intervenções no tatuador é a esposa dele, conhecida como Mulher Morcego. Ela também passou por transformações, como a pintura nos olhos e os procedimentos na orelha e na testa, que foram realizadas por seu esposo.

"Quem faz os procedimentos em mim é a minha esposa e eu faço os dela. Teve todo um estudo até eu me tatuar todo de preto. O mais difícil seriam as presas (de Orc), mas é aí que entrou uma profissional muito importante. Desde então, vi meu Instagram saltar de 600 para 20 mil seguidores", afirmou.

Além das intervenções cirúrgicas, o tatuador também tem implantes subdérmicos no corpo — abrindo o lóbulo da orelha — e alargadores em nariz e boca. Ao longo das modificações, ele foi tendo mais ideias de como se transformar, mas ressalta que a ideia do Orc foi recente.

"Tem seis meses que eu idealizei e comecei a estudar mais sobre o personagem. Desde que me transformei, minha vida virou uma loucura e estou recebendo várias propostas para participar de eventos", disse Orc Infernall. O casal percorre o País fazendo tatuagens, piercings e modificações nas pessoas.

Apesar de ter passado por mais de 100 procedimentos, o homem de 41 anos diz que pretende dar prosseguimento ao projeto, colocando mais duas presas ao lado das que já estão presentes em sua boca. "Deletei todas as minhas fotos das minhas redes sociais de quando eu era mais jovem. A ideia é ser o Orc mesmo. Um renascimento. Um novo ser", pondera.

A filha de 6 anos dele, segundo relatou Orc, tem bom relacionamento com ele e sua esposa e não estranha a fisionomia dos dois. Entre os familiares, a maior resistência vem da mãe do tatuador, que não aceitou as transformações por que ele passou nos últimos anos. "Meu pai é um pouco mais liberal. Meu irmão é militar, mais sério, só que aceita e nunca me julgou. Tive mais problemas com a minha mãe, que é mais conservadora. Ela some e depois aparece, mas estamos nos acertando", declarou.