PUBLICIDADE
Curiosidades
PRIMEIRO DE ABRIL

Entenda como surgiu o Dia da Mentira

A história peculiar sobre este dia vem de uma troca de calendários e remonta ao século XVI

14:55 | 01/04/2018
Antigamente, para comemorar a chegada de um novo ano, as festividades começavam no dia 25 de março e duravam até o primeiro dia de abril (Foto: Reprodução)
Um novo mês começa e, com ele, as brincadeiras de 1º de abril, conhecido também como Dia da Mentira, Dia dos Tolos ou Dia dos Bobos, dependendo do País. Quem nunca acreditou em um caso muito bem contado por amigos ou até desconhecidos, e que poderia ser verdade, mas depois olhou o calendário e viu que era o 1º dia de abril? 

A história da peculiaridade deste dia vem de uma troca de calendários e remonta ao século XVI, na França, durante o reinado de Carlos IX, que durou de 1560 a 1574. Até 1562, era utilizado o calendário juliano, onde o começo do ano era comemorado no dia 1º de abril. Para celebrar a chegada de um novo ano, as festividades começavam no dia 25 de março e duravam até o primeiro dia de abril. 
Em 1564, o rei da França institui um novo calendário, que dura até hoje, o gregoriano, em que o ano se iniciava no dia 1º de janeiro. Com a mudança, houve quem não se acostumou com a ideia e continuou celebrando a data no começo de abril. Quem já tinha se adaptado e sabia do novo dia passou a pregar peças em quem resistia ao novo calendário. Essas pessoas eram chamadas de "bobos de abril" (como o Dia da Mentira é conhecido atualmente nos Estados Unidos, tradução de "April Fool's Day") e recebiam presentes inusitados e convites falso para festas de Ano Novo.

A tradição se espalhou pelo mundo e cada País tem suas brincadeiras de Dia da Mentira. Na Irlanda, por exemplo, a tradição é entregar uma "carta importante" em um envelope selado para alguém e pedir que ela repasse para outra pessoas. A ideia é que o papel passe por várias pessoas. Aquele que não resistir e abrir vai ler a mensagem "mande o bobo mais longe".

No Brasil

A mais famosa, e uma das primeiras piadas de 1º de abril aconteceu em 1848. Um jornal, coincidente chamado "A Mentira", noticiou a morte do então imperador do Brasil Dom Pedro II. O fato era uma brincadeira e a publicação desmentiu o falecimento dois dias depois. Dom Pedro II morreu somente em 1891.
 
 

MATHEUS FACUNDO