PUBLICIDADE
Notícias

França aprova lei que proíbe a comercialização de utensílios descartáveis

A medida visa reduzir o impacto ambiental e tornar o país um líder mundial de desenvolvimento sustentável

15:00 | 19/09/2016
NULL
NULL
[FOTO1]Com o intuito de reduzir o impacto ambiental, a França decidiu proibir a comercialização de utensílios descartáveis de plástico, derivados de petróleo, como copos, taças, pratos e talheres. Essa medida faz parte do projeto Transição Energética para o Crescimento Verde, que visa tornar o país um líder mundial em desenvolvimento sustentável. As informações são do site Exame.
[SAIBAMAIS] 
A nova lei foi aprovada neste último mês de agosto e será validada em 2020. Esses quatro anos servem para que fabricantes de estabelecimentos comerciais tenham tempo de se adequar com as novas medidas. Após esse período, os utensílios descartáveis devem ser constituídos por 50% de materiais de origem vegetal e serem biodegradáveis, que podem ser decompostos por bactérias. Em 2025, a pretensão é que esse percentual suba para 60%.
 
Com a decisão, a França espera minimizar os impactos ambientais do plástico tradicional em que o processo de decomposição dura décadas. Entretanto, a lei foi alvo de críticas e elogios, segundo a agência de notícias AFP. As organizações ambientais esperam que a medida sirva de exemplo para outros países, enquanto outros alegaram que a nova lei viola as regras da União Europeia sobre a comercialização entre os membros do bloco.    
 
Redação O POVO Online
TAGS