PUBLICIDADE
Notícias

Violinista reclama de tosse durante concerto e gera polêmica

A famosa sul-coreana Kyung-Wha Chung parou o concerto para repreender pais de uma criança que tossia na plateia

18:41 | 05/12/2014
NULL
NULL
Kyung-Wha Chung, uma famosa violinista sul-coreana, chocou espectadores na casa de espetáculos Royal Festival Hall, em Londres, após repreender os pais de uma criança que tossia na plateia durante um concerto.

A violonista, de 66 anos, estava de volta à capital britânica depois de uma pausa de 12 anos, causada em parte por um problema nos dedos, e tocava a Sonata em G Maior de Mozart, mas não titubeou para interromper bruscamente a sua apresentação. "Tragam-na de volta quando ela estiver mais velha", ralhou Chung com os pais da criança.

As tosses da menina irritaram Chung e deixaram a atmosfera de expectativa no local ainda mais tensa. "Após essa repreensão pública, a atmosfera, que já estava azeda, ficou tóxica.", afirmou Anna Picard, crítica do jornal The Times.

O violinista britânico Thomas Gould, que também assistia ao concerto, se manifestou sobre o ocorrido no twitter. "Difícil ser envolvido pelo Mozart de Kyung-Wha Chung depois da curiosa explosão com os pais de uma criança que tossia".

O repórter da BBC Magnus McGrandle, também estava na plateia e afirmou que "não havia mais ou menos gente tossindo" do que é normalmente visto em qualquer outro evento do tipo durante o inverno do hemisfério norte e que a violonista continuou a olhar de relance, por pelo menos 20 minutos, para a família, enquanto tocava. "Não havia dúvidas do que ela estava expressando: sua filha não deveria estar aqui", ressaltou McGrandle.

Outras pessoas, como o compositor Sasha Valeri Millwood, demonstraram apoio à atitude de Chung. "Gostaria de expressar publicamente a minha gratidão a Chang por chamar atenção para esse problema. O mau comportamento da plateia tem arruinado muitos bons concertos na minha própria experiência, tanto em ocasiões onde eu me apresentava quanto quando estava apenas na plateia.", disse ele no site Slipped Disc.

Os pais da criança enviaram uma queixa formal à casa de espetáculos, que tentou atenuar a polêmica. "Nessa época do ano em particular, tossir não é incomum em eventos em qualquer lugar", afirmou a casa em comunicado. "Não desencorajamos pais que tragam seus filhos a qualquer evento noturno e sempre fazemos questão de checar que eles estejam conscientes da natureza do evento", afirmaram os organizadores.
Redação O POVO Online
TAGS