PUBLICIDADE
Notícias

Museu divulga documentos e manuscritos de Charles Darwin na internet

Pesquisadores garantem que 50% dos documentos já podem ser encontrados na rede. A expectativa é que o projeto seja concluído até junho de 2015

16:03 | 26/11/2014
NULL
NULL

Uma equipe de pesquisadores do American Museum of Natural History e do Darwin Manuscripts Project digitalizaram e divulgaram obras do naturalista britânico Charles Darwin num site da internet.

De acordo com a equipe do museu, que trabalha há aproximadamente 7 anos no projeto, 50% dos escritos do cientista já estão disponíveis na rede, incluindo aqueles que antecederam a icônica "A Origem das Espécies".    

“Os mais de 16 mil documentos acessíveis no site cobrem um período de 25 anos da história de Darwin. Essa foi a época que ele se convenceu dos conceitos de evolução, seleção natural, adaptação das espécies, árvores genealógicas e reuniu tudo em sua obra principal”, afirmou o museu em declaração oficial.

[FOTO2] 

 

 

 

 

 

 

O objetivo da equipe é divulgar a relevância de Darwin para o mundo da ciência e para todos. “O trabalho que Charles Darwin teve para escrever sua principal obra foi muito maior do que sentar com papel e caneta em uma mesa. O livro foi o fruto maduro de um prolongado processo de exploração científica, criatividade e interesse em evolução. Nós queremos mostrar todos esses manuscritos, queremos manter os dados massivos da pesquisa de Darwin vivos”, ressaltou o time, que pretende finalizar o projeto até junho do ano que vem.

O estudo sobre a evolução animal e seleção natural “A Origem das Espécies”, de Charles Darwin, completou 155 anos em 2014.

Redação O POVO Online

TAGS