PUBLICIDADE
Notícias

Livro ajuda adolescentes a desvendarem mitos sobre sexo

Intitulado ''Don't Put That in There! And 69 Other Sex Myths Debunked'', o livro desvenda alguns mitos relacionados a sexo

20:14 | 29/07/2014

Em gerações passadas, a falta de informações prejudicava a sexualidade dos jovens, que acabavam criando vários mitos sobre sexo. Atualmente, a possibilidade de obter informações é bem maior, mas alguns mitos permanecem e outros foram criados pelo excesso de informações e pela ausência de orientação.

Para ajudar na orientação dos jovens, Rachel Vreeman e Aaron Carroll, professoras de pediatria da Universidade de Indiana (EUA) lançaram o livro “Don't Put That in There! And 69 Other Sex Myths Debunked” ("Não Coloque Isso Naquilo! e outros 69 mitos sobre sexo desvendados").

Confira abaixo alguns dos mitos que as escritoras pretendem desvendar, no livro:

Pílula anticoncepcional não engorda. Segundo estudo da rede Cochrane, que revisou 49 estudos comparativos entre pílulas e placebo. O estudou mostrou que não há diferença de peso entre os dois grupos.

• Camisinha não protege contra todas as doenças sexualmente transmissíveis. O HSV-1, um subtipo de vírus do herpes, assim como o HPV podem ser transmitidos pela região pubiana, o saco escrotal e a vulva.

• Homem pode ter orgasmo sem ejacular. Apesar de poder indicar algum problema de saúde, o “orgasmo seco” acontece com uma pequena parcela dos homens.

• Tamanho do pênis não tem tanta importância. Cerca de 85% das mulheres estão satisfeitas com seus parceiros e o tamanho do pênis faz diferença em algumas situações, como para quem prefere o orgasmo vaginal.

• Sexo oral não é totalmente seguro. Esse tipo de relação só é segura em relação à gravidez. Quando se trata de doenças sexualmente transmissíveis, o risco existe tanto para quem faz, quanto para quem recebe.

• Sexo anal pode causar câncer e hemorróida. A hemorróida é causada por pressão no baixo ventre e cerca de 50% dos adultos já tiveram alguma vez. O sexo anal pode até piorar um quadro já existente, mas nunca causar. Não existe nenhum estudo que comprove que o sexo anal possa causar câncer. A única relação entre a prática e a doença é quanto a prática sem camisinha, que aumenta o risco de DSTs, como o HPV, que é vírus associados a muitos casos de câncer.

• DIU não provoca infecções no útero. Um tipo de dispositivo intrauterino vendido nos Estados Unidos no início dos anos 70 acabava se quebrando no interior do útero, causando infecções, mas os materiais atuais não apresentam esse problema.

• Não é possível pegar DST no assento do vaso sanitário. Os vírus não conseguem sobreviver muito tempo fora do corpo. Além disso, eles não são encontrados da urina.

• Fazer sexo antes de competir não prejudica o desempenho do atleta. Estudos mostram o contrário. O sexo induz a produção de testosterona, hormônio que é associado à força.

• Fazer sexo na água pode engravidar normalmente. Fazer sexo sem algum tipo de contraceptivo pode ocasionar numa gravidez, seja em um ambiente seco ou dentro da água.

O livro possui 269 páginas e pode ser encontrado no site amazon.com, por US$ 8,13 (ou R$ 18,11) apenas em inglês.

Redação O POVO Online

TAGS