PUBLICIDADE
Checagem O POVO
NOTÍCIA

Foto de bebê do Acre que ‘fez’ coração com as mãos é falsa

A imagem circula pelas redes sociais no Irã desde 2015

14:14 | 19/06/2019
A foto alterada que circulou nas redes sociais brasileiras
A foto alterada que circulou nas redes sociais brasileiras(Foto: Reprodução)

Uma imagem que circulou na internet como a foto do ultrassom em que um bebê teria feito um coração com as mãos é falsa. A montagem, em preto e branco, mostra os braços do feto flexionados, e teria sido registrada durante um processo de ultrassonografia 3D na Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco, no Acre. Na verdade, a imagem circula pelas redes sociais no Irã desde 2015, segundo verificação do portal UOL.

A foto ganhou as redes sociais e chegou a alguns portais de notícias. Nas informações obtidas pelo jornal, era identificado um médico supostamente responsável pelo procedimento, Wellington Ferreira Brum, a gestante, Ludmila Pereira, e o pai do bebê, Francisco Manueres.

A imagem foi rastreada até, pelo menos, 2015, sendo utilizada por clínicas obstétricas no Irã. A foto original não é preta e branca, mas amarelada, e é maior, sem o recorte focado no falso coração como circula na web brasileira. Também é possível identificar, nas primeiras postagens do país persa, caracteres do idioma farsi - isso porque a imagem foi criada com a intenção de promover ações relacionadas à gestação e fertilidade.

A imagem 'original' rastreada em conta do Instagram no Irã
A imagem 'original' rastreada em conta do Instagram no Irã (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao G1, Ludmila relatou a história - teria sido selecionada pelo profissional e um estudante de medicina para a realização do ultrassom 3D, que não é recorrente na maternidade estadual. “Quando [o médico] se posicionou ela já estava assim. Foi muito rápido. Fiquei emocionada, perguntei se era possível e ele até brincou dizendo que um dia após o Dia dos Namorados era tudo possível”, relembrou.

Segundo o relato, tão logo o médico viu a posição, registrou a foto e ainda explicou que o movimento era um reflexo involuntário causado pela luminosidade do procedimento. Na ocasião, o pai também se pronunciou: “Deixei ela na maternidade e depois ela me mandou a imagem. Ficamos impactados, porque não é voluntário e ficou nítido que era um coração. Estamos ansiosos para vê-la”, revelou.

Procurado pelo UOL, o médico que teria registrado a imagem e entregue à mulher não respondeu diretamente a reportagem, mas comunicou, através de sua equipe clínica, que esclareceu a situação para os pais. Ao portal acreano AC 24 Horas, Wellington Brum disse que, na realidade, Ludmila entregou o celular a outra pessoa, que teria feito o registro, e devolveu o aparelho já com a imagem do bebê fazendo um coração.

A Secretaria de Saúde do Acre foi questionada pelo UOL sobre a realização do procedimento na maternidade, mas não se manifestou.

O obstetra também nega que tenha explicado que o suposto gesto do feto tenha sido uma reação à luminosidade, já que o procedimento utiliza ondas sonoras, e não luz. Na maternidade Bárbara Heliodora, também não há aparelho capaz de realizar ultrassom 3D. O médico pediu retificação da notícia e exigiu retratação oficial por parte da família.

O portal AC 24 Horas também procurou Ludmila. De acordo com a publicação, a mulher, que está no sétimo mês de gravidez, aparentava estar abalada com a situação e confirmou que não foi submetida ao ultrassom 3D, “já que na maternidade não possui 3D, consequentemente a foto não foi tirada pelo médico”. Ela afirma que ficou estarrecida ao descobrir que a foto não era, de fato, do seu exame. “Jamais iria expor a minha história e a minha família dessa forma”, afirmou ao portal.

Pelo erro, O POVO Online pede desculpas.

Redação O POVO Online