Vídeo de homem hostilizado na UFC por usar camisa de Bolsonaro é real, mas está descontextualizado
PUBLICIDADE
Notícias


Vídeo de homem hostilizado na UFC por usar camisa de Bolsonaro é real, mas está descontextualizado

Imagens são espalhadas nas redes sociais. O fato ocorreu mesmo e o homem disse ter sido agredido. Porém, ele não era professor nem ia dar aula, como tem sido informado. Episódio foi há mais de dois anos

13:10 | 02/10/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Está descontextualizado o vídeo que circula em redes sociais de um homem sendo hostilizado por alunos da Universidade Federal do Ceará (UFC) por vestir camiseta exaltando o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O fato ocorreu, assim como a hostilidade, mas foi em 2016. À época, Jorge Fontenele, alvo dos ataques, era estudante do curso de Letras, da UFC, não professor, como está sendo divulgado. 
 
Confira a matéria divulgada pelo O POVO Online à época: Presença de estudante vestindo camisa de Bolsonaro gera tumulto na UFC
 
[SAIBAMAIS]O vídeo original foi gravado em 9 de março de 2016 no Centro de Humanidades I, da Universidade Federal do Ceará (UFC). Fontenele é policial civil e, por volta das 14h30min, começou a circular pelo campus. Estudantes relataram que ele teria feito provocações verbais, inflando protesto dos alunos contra ele.
 
Já o inspetor disse que conversava com colegas quando os estudantes chegaram e começaram a agredi-lo verbalmente. "Me chamaram de estuprador, torturador, terrorista, sexista, homofóbico e racista. Me mantive inalterado. Pegue meu celular e comecei a filmar, diante das acusações", disse em entrevista ao O POVO Online à época.
 
Agentes da Unidade Tática Operacional, da Divisão Anti-Sequestro (DAS), acompanharam o universitário até o 34º Distrito Policial (DP), onde ele registrou um boletim de ocorrência de "injúria grave".
 
Redação O POVO Online
TAGS