Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Jornalista de Sobral apoiador de Bolsonaro é alvo de operação da PF contra Sérgio Reis

A operação realizada no Ceará aconteceu no município de Sobral e teve bolsonarista como alvo

O jornalista cearense e apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Wellington Macedo foi um dos alvos da operação realizada pela Polícia Federal, nesta sexta-feira, 20. O cumprimento de mandados de busca e apreensão foi autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Nomes como o do cantor Sérgio Reis e do deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) estão na mira da operação. A decisão atende a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e investiga a incitação de atos violentos contra a democracia.

A operação foi realizada nos estados do Ceará, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Paraná. O alvo cearense da operação, Wellington Macedo, utiliza as redes sociais, majoritariamente, com publicações de apoio ao Governo Federal.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nesta semana, Wellington, por duas vezes, publicou declarações do cantor Sérgio Reis, outro alvo da PF nesta sexta-feira, em que o cantor afirmava que o País teria problemas caso as solicitações do artista não fossem atendidas, "se eles não obedecerem o nosso pedido, a cobra vai fumar", diz uma das publicações.

A determinação do ministro Alexandre de Moraes sinaliza que os alvos da operação devem ter documentos, bens relacionados aos fatos e delitos, além de celulares, computadores e quaisquer outros dispositivos eletrônicos recolhidos. A operação realizada no Ceará aconteceu no município de Sobral.

LEIA TAMBÉM| CPI da Covid aprova quebra de sigilo de influenciadores bolsonaristas

No início desta sexta-feira, 20, o Blog do Eliomar trouxe o pronunciamento do jornalista cearense, Wellington Macedo, no qual ele afirma ser "militante da verdade e da notícia", além de considerar-se "apenas um jornalista".

De acordo com as informações do Blog, a Polícia Federal não conseguiu cumprir o mandado, em Sobral, no Norte do Ceará, a 222 quilômetros de Fortaleza, porque o jornalista cearense se encontra em Brasília.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar