PUBLICIDADE
Notícias

Investigação da Polícia aponta presidiário como mandante de ataque ao prédio da Ciops em Sobral

18:29 | 26/03/2018
NULL
NULL
Uma operação conjunta entre polícias Civil e Militar descobriu José Fábio Alves da Silva Maciel como dono do chip do celular usado para realizar as chamadas que ameaçaram incendiar o prédio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), em Sobral. Alves se encontra na Penitenciária Industrial Regional de Sobral (PIRS). 
[FOTO1]
A investigação, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), começou pela verificação das chamadas para identificar os números dos quais partiram as ameaças, bem como seus autores. O número de Fábio chamou atenção entre os demais. 
[SAIBAMAIS]
A partir disso, os policiais foram ao presídio e, auxiliados por dois agentes penitenciários, fizeram vistoria na cela do suspeito. Lá, foram encontrados carregadores de celular, oito gramas de cocaína, cinco pacotes de maconha, seis celulares e vários papéis com anotações e cálculos. 

Na delegacia, o homem confessou que tinha chip cadastrado em seu nome nos aparelhos encontrados em sua cela. Os policiais, inclusive, fizeram ligação para um dos números, que tocou. 

A Polícia Civil investiga a participação de Silva como mandante do ataque ao prédio da Ciops, além da ordem para a tentativa de incêndio registrada na garagem da Prefeitura de Sobral. 

Fábio foi conduzido para a Delegacia Regional de Sobral foi e foi autuado em flagrante pelo crime de tentativa de incêndio em edifício público.

O caso

A sede da Ciops, em Sobral, foi atacada por criminosos na madrugada do último domingo, 25. Um coquetel molotov foi lançado na janela de vidro da unidade, que ficou parcialmente destruída. O objeto foi recolhido pela Perícia.
 
Redação O POVO Online
TAGS