PUBLICIDADE
Notícias

Doze agentes públicos são afastados em Senador Pompeu

Justiça determinou o afastamento de sete secretários municipais, do tesoureiro da Prefeitura, da chefe de gabinete do prefeito, além da comissão de licitação do município

11:36 | 16/04/2014
O Ministério Público do Estado (MPE-CE), em parceria com a Procuradoria Regional Eleitoral, do MP Federal, e com a Polícia Civil, desencadeou na manhã desta quarta-feira, 16, a Operação Replay, que cumpre 30 mandados de busca e apreensão para afastamento de doze agentes públicos, em Senador Pompeu, 275,1 km de Fortaleza.

De acordo com o MP, investigação constatou atos de improbidade administrativa e crimes contra a administração pública ocorridos na última gestão municipal, que se repetem na atual administração. As fraudes têm relação com financiamento de campanha política da atual gestão municipal.

O Poder Judiciário determinou o afastamento cautelar durante 60 dias de sete secretários municipais, do tesoureiro da Prefeitura, da chefe de gabinete do prefeito e ainda a manutenção do afastamento de toda a comissão de licitação do município. Também foi autorizado o bloqueio dos bens de todos os gestores, além da quebra dos sigilos bancário e fiscal deles.

Os mandados, que segundo a assessoria do MP são cumpridos durante toda a manhã, foram determinados pelo juiz Fabiano Damasceno Maia. Em 2013, outra operação realizada em Senador Pompeu resultou na apreensão de 17 procedimentos licitatórios com indícios de fraudes. As licitações levaram à celebração de contratos que chegaram a R$ 2,7 milhões.

Coletiva
Os promotores de Justiça e policiais responsáveis pela operação divulgarão as informações sobre a operação na tarde desta quarta-feira, 16, a partir das 15h, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, no bairro José Bonifácio, em Fortaleza.

Redação O POVO Online com informações do MP-CE

TAGS